terça-feira, 10 de agosto de 2010

Biblioteca de Erros de Verão

O Diário de Notícias e o Jornal de Notícias estão a oferecer às terças, quintas, sábados e domingos livros de uma Biblioteca de Verão. Estes livros, com textos de escritores conhecidos, são oferecidos (portanto, ao custo do jornal) e têm umas capas engraçadas. Mas as vantagens param aí.

Estes livros, cujo grafismo e preparação é da QuidNovis, estão atulhados de erros tipográficos. Eu comecei a ler o Carmen (capa na imagem), de Prosper Mérimée, e devo dizer que cheguei à quarta página e desisti.

Os erros vão desde clíticos sem hífen (coisas como "ver se" em vez de "ver-se"), pelo menos duas vezes a palavra "não" sem a letra do meio (portanto, "no") e hífens entre verbo e artigo onde o artigo não funciona como clítico: "comeu-o X" em vez de "comeu o X".

Nota: os exemplos apresentados (com excepção dos referentes à palavra não) foram inventados. Os erros aparecem, mas com outras palavras. Não tive pachorra para voltar a abrir o livro.

Ou seja, em vez de se zelar pelo alfabetismo dos portugueses, o Jornal de Notícias, o Diário de Notícias e a QuidNovis, querem é ensinar como não escrever.

Parece-me que seria preferível não oferecer nada a oferecer esta bodega...

1 comentário:

Pitux disse...

Ainda hoje uma amiga falava-me disto, de livros como o da "Alice no País das Maravilhas" que tinham tantos erros e vírgulas a mais que se perdia a paciência a ler aquilo.