sexta-feira, 17 de julho de 2009

Deolinda

Hoje é dia de crítica cultural. Peço desde já desculpa aos autores do site dos Deolinda pelo roubo da imagem, mas dado o teor desta mensagem espero que passe despercebida.

Nos últimos dias tenho ouvido os Deolinda. Sim, "os" porque o nome é do grupo, ou se quiserem, de uma personagem fictícia que canta as canções dos Deolinda. Podem ver detalhes sobre esta vertente no site mencionado acima.

Embora os próprios membros do grupo classifiquem a sua música como sendo fado, não tenho a certeza se o será. Mas se é, gosto deste fado. Eu classificaria como música portuguesa, tal como classificaria António Variações ou Zeca Afonso como autores de música portuguesa (ao contrário de Tony Carreira que classificaria como música pimba portuguesa).

Em todo o caso, tenho gostado muito de ouvir a Ana Bacalhau. Não só a letra tem piada, sentido de humor, e conta uma história, como a própria Ana Bacalhau incorpora a personagem. Ouçam, por exemplo, a música Movimento Perpétuo, e tomem atenção à letra. Tomem também atenção à forma como a Ana Bacalhau canta.

Adorei as músicas e tenho de comprar o CD (confesso que tenho ouvido bastante na televisão, que tem estado nos tops bastante tempo). E agora espera-se que brevemente consigam colocar outro album à venda! Queremos mais.

3 comentários:

Alberto Simões disse...

Procurei o CD no Jumbo de Vila Nova de Famalicão mas não havia. Tinham um quantidade de CDs "Amália Hoje", que não curti, e que me já mete nervos. Mas Deolinda não havia.

Filipa disse...

Mentiroso... "ah e tal, tenho ouvido na tv porque passa muitas vezes nos tops..." Mentiroso! :P pelo menos podia ter dado a desculpa de ouvir no youtube... :P Trengo.. :P

Lia disse...

Das poucas vezes que ouvi os próprios em entrevistas, sempre os ouvi dizer que o faziam não era fado, que era música popular ou "canção ao lado"... mas tu lá saberás... eu quero comprar este CD!
**