sexta-feira, 16 de maio de 2008

Restaurante no fim do mundo...

...ou do Universo. Pois bem, este não é um daqueles posts que não lembra nem ao Diabo, é só mesmo para dar a conhecer a minha próxima leitura. Embora não tenha gostado tanto da forma de escrever do Douglas Adams como gosto da forma de escrever do Isaac Asimov (e sim, eu leio as versões inglêsas e, desculpa Filipa, mas tentei ler a tradução de um livro do Isaac Asimov em português e não consegui passar das três páginas... tradução miserável), depois de ler o primeiro volume do Hitchhiker's Guide to the Galaxy, tinha de ler o resto da trilogia em cinco volumes.

Não posso, claro, comentar o conteúdo do livro, já que ainda li umas dez páginas. Mas posso dizer que o Douglas Adams fez um excelente trabalho nas primeiras páginas a rever o contexto da história, para relembrar o leitor do primeiro livro. E conseguiu fazê-lo sem ser chato!

2 comentários:

Filipa disse...

Uma trilogia não é suposto serem 3? :p

Está desculpado! ;) Mas tenho uma confissão a fazer-lhe: os livros do harry potter li-os, sempre que pude, em inglês, por duas razões: há sempre qualquer coisa que se perde nas traduções dos livros deste género e porque não queria esperar pelo lançamento em português! :)

Bom fim de semana :)

Alberto Simões disse...

Da wikipedia:
The novels are described as "a trilogy in five parts", having been described as a trilogy on the release of the third book, and then a "trilogy in four parts" on the release of the fourth book. The US edition of the fifth book was originally released with the legend "The fifth book in the increasingly inaccurately named Hitchhiker's Trilogy" on the cover. Subsequent re-releases of the other novels bore the legend "The [first, second, third, fourth] in the increasingly inaccurately named Hitchhiker's trilogy." In addition, the blurb on the fifth book humorously describes the book as "the book that gives a whole new meaning to the word 'trilogy'".

Abraço ;)