domingo, 25 de maio de 2008

Inacessibilidade

Já neste blogue falei de acessibilidade, ou falta de acessibilidade na Universidade do Minho. Este post é, de novo, sobre inacessibilidade, mas não é propriamente esse o ponto central.

Então vejamos: existe um grill, uma espécie de restaurante self-service (vá lá que não é só grill e por vezes apanham-se alguns assados e cozidos) que, para se lhe poder aceder, é necessário descer cerca de 8 degraus. Depois de descidos, aparece a zona em que cada cliente pega num tabuleiro e lhe coloca o que deseja comer. No fim realiza o pagamento e, para se sentar e almoçar, tem de escolher entre subir 8 degraus, ou descer 8 degraus (sala de cima, sala de baixo).

Espero que quem não conheça o sítio já tenha uma ideia do estilo. Agora, a primeira coisa que não lembra nem ao Diabo é distribuir um inquérito onde o primeiro ponto pede que se classifique a acessibilidade do dito grill de 1 a 5 (nada acessivel a muito acessível). Mas o que realmente acho inacreditável há que haja quem dê uma nota diferente de 1 a esta situação!

É por estas e por outras que eu não acredito em inquéritos e estatísticas...

2 comentários:

Filipa disse...

Já fui lá almoçar umas duas ou três vezes, e tenho de confessar que até para nós, pessoas sem nenhuma deficiência física é difícil, para um deficiente motor, é pura e simplesmente impossível...! É o cúmulo a Universidade em certos aspectos.

Mas por outro lado, sempre ouvi dizer que subir escadas nutre os glúteos! :) *

Alberto Simões disse...

AHAHAHAHAHAHAHA! :)