quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Publicidade da TAP

Nestes dias vim até à Dinamarca, Copenhaga, para ser mais preciso, a uma conferência. Vim com vários colegas. Ao fazermos o check-in no Porto, para um vôo até Lisboa, de onde saiu o vôo para Copenhaga, a funcionária (que não sei se é da TAP ou da GroundForce) vira-se para nós e sugere: Se vosse a vocês levava a mala na cabine. Sabem que como é uma ligação rápida o mais certo é perderem-vos a mala. Bem, não lembra nem ao Diabo que uma funcionária diga isto sobre a empresa onde trabalha. Também não lembra nem ao Diabo chamar ligação rápida a uma ligação de uma hora. Claro que a dita ligação, de uma hora, demorou cerca de duas horas devido a uma avaria no avião.

Como a minha mala era um troley, realmente trouxe-a comigo, na cabine. Um dos meus colegas, no entanto, tinha uma mala grande demais para poder ser levada na cabine. Portanto, teve de a despachar para o porão.

E sabem que mais? Nem adivinham? Sim! Perderam-lhe a mala. Chegamos ontem. Já passaram bem mais de 24 horas e ainda não há sinal de mala.

Como esse meu colega diz: TAP: Take Another Plane!

2 comentários:

Rui Vilela disse...

Dinamarca = LEGO ?

Se estás tão perto apanha um BUS para Lodz :)

Pitux disse...

E com este post fiquei a saber o que é que vocês foram fazer à Dinamarca.